Jesus, És Digno de tudo o que sou, pois de Ti vem o meu sucesso, para Ti é a minha vida. És o grande Rei. És incomparável, és tremendo entre os povos. Celebrarei louvores a Ti Senhor. Sou grata por tudo o que tens feito em minha vida. Hoje falo contigo e consigo sentir Sua presença ao meu lado, pois És meu Pai, meu Rei e meu Mestre. Te amo, Senhor. Acima de todos.

De sua filha, Flávia.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Madah!: Um exemplo de empreendedorismo! - Parte 2


Segue abaixo a segunda parte da entrevista com Juliana Souza. Confira:

Arte em Feltro: Por quê Madah!? Como surgiu a marca?
Juliana Souza: Bom, a marca surgiu através de uma inspiração da música “Madalena” do compositor Ivan Lins e interpretada por Elis Regina. É até engraçado, porque essa música marcou o ano de 2008, tivemos momentos maravilhosos com nossos amigos mais próximos ouvindo essa música, que tocava em todos os bares que íamos. E quando não tocava, nós pedíamos pra tocar, rs. E foi justamente nessa época que estávamos procurando um nome pra marca e foi quando decidimos buscar inspiração na música (já que é algo muito presente tanto pra mim quanto pra Tati)... E essa era a música que melhor representava o momento que estávamos vivendo. De mudanças, busca por novos ideais, novas experiências. O ponto de exclamação é como um ícone, pois a nossa "marca" são os botões que colocamos na maioria das bolsas. Queríamos um nome bacana, mas ao mesmo tempo feminino. E foi assim que surgiu a Madah!.

Arte em Feltro: Onde você compra os materiais necessários para produzir as peças? Poderia informar os endereços aos leitores do blog?


Juliana Souza: Nossas compras são feitas em dois lugares bem conhecidos na cidade: Região do Brás e 25 de março. São dois locais onde encontramos maior diversidade de materiais, com melhor qualidade e preço acessível. Bom Flavinha, pra quem quer comprar tecidos sugiro que vá nessas duas ruas na região do Brás: Rua Joli e Almirante Barroso. Lá você encontra uma infinidade de tecidos, cores e estampas variadas. Pra quem trabalha com isso é o melhor lugar. Agora para a compra de acessórios como botões, zíperes, linhas e etc. Tanto pode encontrar na Rua Joli (Brás) ou na região da 25 de março.

Arte em Feltro: Quais são as influências dos seus produtos? Para quem são destinados? Há um público-alvo específico?

Juliana Souza: Nossas influências são muitas. Mas a maioria das peças tem influência da moda retrô, gostamos de utilizar estampas de bolinhas, listras, xadrez e utilizamos sempre o botão para dar um charme na peça. O intuito é diversificar também, agradar vários públicos. Algumas preferem estampas mais chamativas, outras preferem bolsas lisas, outras gostam de estampas florais. Queremos agradar vários públicos, desde a menininha que adora usar a cor rosa, até mesmo aquela que adora estampas vibrantes e chamativas. O que tem nos chamado bastante a atenção nesses últimos meses é a quantidade de pessoas que desejam ter uma bolsa personalizada. Elas desejam criar sua própria bolsa, isso pra gente é muito bacana, porque temos deixado nossas clientes cada vez mais satisfeitas.



Arte em Feltro: O que é moda para você? Que tipo de influência ela exerce? Qual o papel dela na sociedade?
Juliana Souza: Moda pra mim não tem nada a ver com ostentação sabe. Muitas pessoas acham que pra estar na moda precisam ter grifes e nem sempre é assim que funciona. Acredito que a moda deve ser vista como algo autêntico. Portanto é muito melhor estar na moda criando seu próprio look do que copiar o dos outros. Cópias são sempre descartáveis. Acho que a moda é uma influência muito forte na sociedade hoje em dia. Cada dia que passa as pessoas buscam referências da moda em artistas famosos. Na verdade a mídia e a moda andam sempre juntas para impactar o público. Acredito que a moda poderia ser levada para as pessoas de uma outra forma sabe. A moda deve atender também classes menos favorecidas, deve também levar a temática do meio ambiente, sempre pensando no consumo consciente.



Arte em Feltro: Você acha que o artesanato é pouco valorizado, apesar de ser uma expressão da cultura e do folclore de uma sociedade? Na sua opinião, o que poderia ser feito para ampliar e apoiar o trabalho dos artesãos, considerando ações governamentais e privadas.
Juliana Souza: Infelizmente o artesanato ainda é pouco valorizado no Brasil. Muitas pessoas não conseguem diferenciar um produto artesanal de um produto industrializado. Quando começamos nossa produção enfrentamos alguns questionamentos do tipo: “Nossa, mas essa bolsa custa R$ 30,00?”, “Compro uma de tecido por R$ 12,00 na 25 de março!”. Pois é, algumas pessoas não entendem que nossos produtos tem melhor qualidade, melhor acabamento e que temos custos na produção das peças. Olha, é um trabalho árduo para tentar abrir a mente das pessoas sabe. Infelizmente o artesanato só é valorizado por turistas, as pessoas que vem de outros países sempre costumam se apaixonar por produtos artesanais brasileiros. Uma solução para o crescimento do artesanato seria incentivos do governo para a exportação desses produtos.

Arte em Feltro: O que você espera do futuro da Madah!? Por exemplo, abrir uma loja e comercializar seus produtos... quem sabe até ter franquias?
Juliana Souza: Bom, espero que a Madah! seja vista como referência, que cada vez mais pessoas conheçam a marca e percebam que nossos produtos são diferenciados. Sim, pensamos muito em abrir uma loja nossa, esse é um objetivo que fica aqui martelando diariamente em nossas cabecinhas, rs. Franquias também, tudo o que for viável para que a marca cresça.

Arte em Feltro: O que o artesanato lhe ensinou?
Juliana Souza: Ensinou-me que não existem limites para se criar e que tudo que é feito manualmente tem um valor especial. O artesanato é uma fonte de renda para milhares de pessoas hoje em dia e deveria ser melhor valorizado. O artesanato também me possibilitou ter uma idéia sobre o comércio em geral, vendas (marketing) que pra mim sempre foi algo colocado como segunda opção, hoje é essencial pra fazer girar qualquer negócio.


Arte em Feltro: Depois de visitar o blog Arte em Feltro, você mencionou que gostou muito do material por ser muito versátil. Você vai utilizar o feltro em aplicações e enfeites nas bolsas?
Juliana Souza: Ahh, com certeza! Já até conversei com a Tati e prepare-se... Em breve teremos novidades da Madah! rs.

Arte em Feltro: Já tem idéia de outros produtos que poderão ser criados com este material?
Juliana Souza: Olha Flavinha, lendo seu blog me vieram tantas idéias na cabeça... Como falei pra você, acho o feltro um material muito versátil que pode ser utilizado para aplicações ou até mesmo na confecção como um todo. Brinquedos, bolsas, acessórios femininos, colares, pulseiras, bom enfim... Uma diversidade de produtos.


Arte em Feltro: A internet é uma grande aliada na troca de idéias, moldes e técnicas. Ela é principal fonte de divulgação também. Onde você buscará essas informações? Blogs como o Arte em Feltro são parceiros dos artesãos, na sua opinião? Mesmo que indiretamente?
Juliana Souza: Realmente a internet é uma ferramenta importante para nosso trabalho, desde a pesquisa de novos materiais, informações sobre o que já existe no mercado, divulgação que pra gente é o que tem dado maior retorno. A maioria das informações é fornecida em comunidades no orkut, é incrível como essa ferramenta tem ajudado as pessoas a divulgar também os seus respectivos trabalhos. Mas também encontramos muitas informações em blog´s e sites. Acho muito bacana a iniciativa do blog Arte em Feltro, é repleto de informações e é disso que precisamos. Como estudante estou acostumada a fazer muitas pesquisas de materiais e processos de fabricação. Quando vi o blog levando a temática do feltro, fiquei maravilhada. Pois trabalho incessantemente na procura de novos materiais.

Agradecimentos: Primeiramente gostaria de agradecer a Flavinha pelo espaço e pela iniciativa do blog em apoiar o artesanato brasileiro. E não poderia deixar de agradecer a todos nossos amigos, familiares e clientes, sem eles nada disso seria possível.

2 comentários:

Rubens disse...

Realmente, Juliana e Tatiana tem mesmo a manha do jogo em se tratando desse trabalho. Torço demais por elas, o que não chega a ser tarefa difícil pela capacidade delas e pelas pessoas que são. Parabéns, meninas!!

Mauricio disse...

Acho que a entrevista podia ter sido mais editada. Está longa

Valorize o Artesanato

Copyright © Ateliê Fofurinhas - Todos os direitos reservados
Design by Atelier Linda Lelê | Tecnologia Blogger